Já faz um tempinho que não conto pra vocês o que tenho assistido, agora que estou com 3 séries novas achei um bom momento:

1. Crazy Ex-Girlfriend

A série é uma comédia musical diferente de tudo que costumo ver. O humor beira o pastelão, com músicas sobre situações que estão acontecendo na vida da personagem principal, Rebecca, uma jovem adulta que larga um emprego de advogada em N.Y em troca da busca pela sua felicidade (e seu ex) numa cidade pequena.

Mesmo sendo meio doida, como o próprio nome da série diz, a personagem da Rebecca cativa a gente. Acho a série bem feminista também, o que é sempre bom. Ela está disponível no Netflix, a segunda temporada entrou por agora e eu já estou maratonando.

2. This is Us

This is Us é uma das séries mais lindas que já vi. Um drama sobre uma família formada pela mãe ( Rebecca), o pai (Jack, o Jess de Gilmore Girls) e os três filhos: Randall (adotado), Kate e Kevin. Os três compartilham o mesmo aniversário e descobrir como isso acontece é só uma das situações lindas vividas por eles.

A série vai e volta no tempo, nos contando cada vez um pouco mais sobre todos eles, juntos e separados. Pra quem não conhece a série parece mais uma história sobre uma família qualquer mas não é.

A forma como a história é contada é maravilhosa. Infelizmente não tem no Netflix, eu acabei vendo pelo Popcorn Time mas dá pra baixar. Aproveita que a primeira temporada acabou de terminar pra maratonar!

3. Big little lies

Apesar do nome essa mini-série não tem nada a ver com Pretty Little liers. É um drama novo com vários atores famosos como Reese Whiterspoon, Nicole Kidman e Shailene Woodly. Conta a história de mães de crianças da primeira série que aparentam ter a vida perfeita, bem no estilo Desperate Housewives, mas logo vemos que não é bem assim.

De alguma forma elas estão envolvidas com um assassinato e aos poucos vamos não só descobrindo isso como detalhes da vida de cada uma. É um drama mais forte mas bem intrigante. Até agora só 5 episódios foram ao ar mas já foi o suficiente pra viciar muita gente como eu haha. Como a série é nova, tive que baixar os episódios.

Já assistiu alguma delas? O que tem assistido? :)

Compartilhe no Facebook

Post escrito por

Beatriz (Bia) Martins. Gosto mais de maquiagem, filmes e seriados do que de algumas pessoas. Tenho alma de gordinha, mas gosto de alimentação saudável. Compartilho aqui isso e um pouco mais.

Procurando por um romance diferente acabei me deparando com Stuck in Love, um filme de 2012 sobre o amor e suas diferentes formas. Nele acompanhamos um ano (conturbado) da família Borgens.

O pai da família, Willian Borgens (Greg Kinnear), é um escritor famoso mas que não escreve nada há 3 anos, desde que sua esposa (Jennifer Connely) o largou por outro. Ele ainda a ama e vive espiando sua nova vida, esperando que ela volte.

Samantha (Lilly Collins) é a filha mais velha que está na faculdade e acaba de publicar seu primeiro livro. Por ter sofrido com os pais ela não acredita mais no amor e o evita sempre, mesmo ao conhecer um cara legal como Louis (Logan Lerman).

Rusty (Nat Wolff) é o filho adolescente mais novo que também quer ser escritor mas é do tipo sentimental demais que passa mais tempo pensando do que agindo, por isso perde experiências até se envolver com Kate (Liana Liberato), a menina que sempre gostou mas que é bem problemática.

O filme desenvolve bem a história de cada um relacionada ao amor. O pai com a possível segunda chance com a mãe, a Samantha que não se permitia amar, o Rusty com seu primeiro amor e o amor da própria família. Gostei bastante da história, dos atores escolhidos e da trilha sonora!

Ele está disponível no Netflix. Já assistiu? O que achou? :)

Compartilhe no Facebook

Post escrito por

Beatriz (Bia) Martins. Gosto mais de maquiagem, filmes e seriados do que de algumas pessoas. Tenho alma de gordinha, mas gosto de alimentação saudável. Compartilho aqui isso e um pouco mais.

In Your Eyes nos mostra a história da Rebecca (Zoe Kazan) e do Dylan (Michael Stahl-David), que apesar de não se conhecerem se conectam desde crianças telepáticamente. Assim, um sente o que o outro sente, vê o que o outro vê e ouve também. Ao passar do tempo isso só fica mais forte ao ponto deles conseguirem se comunicar.

O filme é um romance e ao mesmo uma ficção científica, o que eu não estava acostumada. No início foi difícil relevar algumas coisas quando eles se comunicavam mas a história  dos dois é tão delicada que acabou me prendendo.

Rebecca é uma jovem adulta que já passou por situações difíceis com a família e com o marido, um médico mais velho bem sucedido que se preocupa muito com seu trabalho e sua vida são vistos pelos outros. Já Dylan tenta recuperar sua vida depois de ter feito algumas besteiras andando com as pessoas erradas.

Apesar de moraram em cidades diferentes a conexão dos dois é incrível, especialmente quando passam a se comunicar. Um ajuda e entende o outro o que logo leva a um romance com alguns empecilhos como o casamento da Rebecca, a distância e o fato dos dois não se conhecerem pessoalmente.

Não é meu filme preferido da Zoe Kazan, já mencionei outros dois que amo aqui (Ruby Sparks) e aqui (What if)  mas gosto muito do estilo dos filmes dela e com esse não foi diferente.

O filme está disponível na Netflix. Já assistiram? :)

Compartilhe no Facebook

Post escrito por

Beatriz (Bia) Martins. Gosto mais de maquiagem, filmes e seriados do que de algumas pessoas. Tenho alma de gordinha, mas gosto de alimentação saudável. Compartilho aqui isso e um pouco mais.